Topografia Corneana

[tx_spacer size=”16″]

Exame que tem como principal objetivo avaliar a curvatura da córnea. Usado no diagnóstico de doenças hereditárias e congênitas que alteram a curvatura da córnea tais como: distrofias e degenerações corneanas, doenças ectásicas (ceratocone, degeneração pelúcida, etc.), assim como, na adaptação de lentes de contato.

Paquimetria Corneana

[tx_spacer size=”16″]

A Paquimetria é um exame que mede a espessura da córnea. É indicado nos casos de suspeita de Glaucoma, edema de córneas e pré-operatórios de cirurgias refrativas.

Ecobiometria (iol master)

[tx_spacer size=”16″]

É a medida do comprimento do olho que permite calcular o grau das lentes intraoculares que serão implantadas no olho do paciente na cirurgia de catarata. Esse equipamento é um biômetro que não necessita de contato com o olho para fazer a medida e utiliza tecnologia de interferometria a laser, mede além do comprimento axial do olho como a profundidade da câmara anterior, diâmetro e curvatura anterior da córnea.

Microscopia Especular da Córnea

[tx_spacer size=”16″]

Exame que tem a função de avaliar as células das camadas mais profundas da córnea de forma quantitativa e qualitativa. Auxilia no diagnóstico de distrofias e degenerações corneanas, assim como, acompanhamento de pacientes usuários de lentes de contato. Além disso, utilizado também em pacientes que irão se submeter a cirurgia de catarata, cirurgia refrativa e transplante de córnea.

Tomografia de Coerência Óptica ou OCT ( Cirrus e Triton – Angio OCT)

[tx_spacer size=”16″]

Exame de imagem digital com análise das camadas da retina, coroide, nervo óptico e interface vítreo-retinianas. As propriedades ópticas desses tecidos são detectadas e reconstituídas de forma semelhante a um corte morfológico in vivo de alta resolução. Trata-se do maior avanço da propedêutica oftalmológica da última década. É útil no diagnóstico e acompanhamento de pacientes com glaucoma, degeneração macular relacionada com a idade, edema cestoide de mácula, diabetes, buraco macular, coriorretinopatia serosa central, dentre outros.

Ultrassonografia Ocular

[tx_spacer size=”16″]

É o chamado exame de ultrassonografia ocular ou ecografia ocular. A partir desse procedimento é possível analisar mais detalhadamente todas as partes dos olhos, de modo a potencializar a precisão do diagnóstico de várias doenças que acometem a visão humana.

Retinografia Colorida

[tx_spacer size=”16″]

A retinografia colorida é uma fotografia com alta definição do fundo do olho. Indicada para o estudo das alterações retinianas e também do nervo óptico, é um exame fundamental no acompanhamento de doenças progressivas. Através deste exame pode-se identificar alterações como sangramentos, cicatrizes ou inflamações retinianas.

Autofluorescência 

[tx_spacer size=”16″]

A autofluorescência é um exame que conta com alta tecnologia para avaliar o metabolismo da retina sem a necessidade de injeção de corante. Aproveita as propriedades naturais fluorescentes de lipofuscina presentes na retina para fornecer informações estruturais e metabólicas da retina, e revelar alterações anatômicas no epitélio pigmentado da retina. É indicado para diagnóstico de doenças genéticas e hereditárias da retina, assim como para diagnosticar e acompanhar pacientes portadores de degeneração macular relacionada a idade forma seca que apresentam drusas e atrofia do epitélio pigmentado.

Angiografia Fluorescente ou Angiofluoresceinografia

[tx_spacer size=”16″]

Angiografia fluoresceínica é um exame que utiliza uma câmera fotográfica especialmente desenvolvida para observar e fotografar o fundo do olho. Neste exame o corante fluoresceína é injetado na veia do braço do paciente, e após alguns segundos atinge os vasos sanguíneos do fundo do olho. O corante de fluoresceína que flui através das artérias e veias da retina permite a visualização detalhada da retina e seus vasos sanguíneos, revelando alterações mais precoces, lesões e eventuais riscos de perda da visão. É indicado para diversas doenças oculares, como degeneração macular relacionada à idade, doenças da mácula, retinopatia diabética, oclusões vasculares retinianas, tumores oculares, complicações decorrentes de diabetes, entre outras. O exame é rápido e seguro, exige a dilatação das pupilas, e recomenda-se não comer comida pesada menos de 2 horas antes do exame para evitar náusea.

Campimetria Computadorizada ( Humphrey )

[tx_spacer size=”16″]

Exame computadorizado de extrema importância para avaliação do campo de visão dos pacientes que apresentam alterações glaucomatosas, retinianas, nervo óptico, quiasma óptico, assim como, alterações no sistema nervoso central (adenoma de hipófise, hipertensão intracraniana, doenças desmielinizastes).