O que fazer quando as crianças, ainda na primeira infância, precisam usar óculos de grau? Apesar de ser um acessório comum para a vida adulta, principalmente a partir da idade escolar onde se descobre os primeiros desconfortos na visão, o uso de óculos de grau nas crianças menores podem ser sinônimo de resistência.

Desde a gestação é importante a mãe realizar todos os exames e tomar vacinas, contra a rubéola e toxoplasmose, que podem causar cegueira e problemas neurológicos na criança.

Logo após o nascimento é importante, ainda na maternidade, a realização de testes oftalmológicos por meio do teste do olhinho, também conhecido como Teste do Reflexo Vermelho, que serve para diagnosticar precocemente doenças de visão no bebê, como catarata congênita, tumor, glaucoma.

Mesmo quando ainda bebês se faz necessário a observação dos pais, e consulta ao oftalmologista. Caso os pais notem algo incomum no olho do bebê – como, por exemplo, a córnea esbranquiçada ou opaca, o olho de tamanho maior do que o esperado ou um reflexo branco no centro da pupila – a consulta com um especialista deve ser imediata.

Durante a primeira infância a criança desenvolve a visão, atingindo a maturidade por volta dos cinco anos. Algumas crianças podem nessa fase nessa fase apresentarem doenças oftalmológicas como estrabismo, ambliopia (olho preguiçoso) e ptose (pálpebra caída).

Nessa fase também podem ocorrer a miopia, hipermetropia e astigmatismo, os pais devem prestar atenção em alguns detalhes, pois os olhos espremidinhos, ou queixa de dificuldade de enxergar podem ser observadas, pois é na fase da infância que as crianças iniciam a sua fase escolar.

Mesmo que muitas crianças gostem da novidade de usar óculos, alguns ainda apresentam resistência pelo fato de ser diferente e com receio de sofrer bullying dos coleguinhas, mas o incentivo dos pais se faz necessário, pois os óculos infantis ajudam muito na qualidade das crianças que não enxergam perfeitamente, tornando as atividades e brincadeiras mais prazerosas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *